Orientação aos cristãos…

A melhor orientação vem dos Teólogos e Pais da Igreja. Um artigo que merece ser republicado, retirado do blog "O Camponês" (2014) do meu amigo Sergio de Souza . O autor do texto é Antonio Donato P. Rosa, autor de "A Educação, segundo a Filosofia Perene: Orientação para Pais e Mestres segundo Tomás de Aquino e Hugo … Continue lendo Orientação aos cristãos…

A respeito de “Descolagens”, poemas de Salomão Sousa (1)

Para ler (e gostar) de Poesia – um exercício (1) – à maneira de Edward Hirsch, com Salomão Sousa.

Literatura Goyaz

perfil-poeta-salomao_sousaEIS-NOS diante de um pequeno grande livro de um poeta no pleno domínio de seu ofício.
Importa começar pelo título. Sabe-se que “des·co·la·gem(descolar + -agem) é substantivo feminino. 1. .Atoouefeitodedescolaroqueestavacolado. = DESCOLAMENTOCOLAR. 2. [Portugal]  .Atoouefeitodedescolar (oavião). (EquivalentenoportuguêsdePortugal: decolagem.).ATERRISSAGEM. Outra pista vem da capa assinada por Carlos Alberto,  criada sobre foto de Zenilton Gayoso – clicada em Mambaí (GO) registrando uma casca de inburana que se descola. 

Tema dado. Inicia-se a viagem.

1

O navio numa lâmina estática que tremula
por insistência de ser visto de um ponto degradado
Ser inútil como um navio nesta estática
sem nada para entregar no ponto de chegada
se não se abarrotou no ponto de partida.

A imagem das flores do…

Ver o post original 1.168 mais palavras

Poemas de esperança (V)

Se toda lua é atroz; se todo sol, amargo o que seria de ti, oh triste caminhante desse destino com o peso do desencargo trazido às costas? sulcas o solo e avante

Poemas de esperança (memorial)

Goyaz (1) No outono da vida o sol do cerrado seca as mesmas sementes — sol a pino: sementes de abóbora comidas assadas coisas de antanho com igual desatino. Cajá-manga devorado com sal, à sexta hora o gosto arcaico na boca desata sonhar — feito pamonhas ao leite ou torta de amora vem só o … Continue lendo Poemas de esperança (memorial)

Um “serpentário de erros”

JORGE DE LIMA em seu testamento poético criou uma longa "biografia épica" e recriou-se como poeta, na pele de um insular da poesia de nosso hemisfério Canto I, 1 Um barão assinalado sem brasão, sem gume e fama cumpre apenas o seu fado: amar, louvar sua dama, dia e  noite navegar, que é de aquém … Continue lendo Um “serpentário de erros”

A esperança se esvai ?

Eis-nos no 17º. ano do século XXI — que começa triunfalmente confuso e brutal...Parece que o 17º. ano deste século mau quer superar, em estupidez e barbárie, a seu antecessor. — os acontecimentos indicam que sim: a esperança se esvai, mas resta-nos a Esperança! E se grafei aí acima o substantivo com letra minúscula é que há uma quase certeza … Continue lendo A esperança se esvai ?

Meus posts mais lidos em 2016

Leitores amigos de Leveza & Esperança: Olá! As veredas da leitura e da reflexão. É o que posso dizer sobre meu persistente trabalho aqui no blog. Um exercício pessoal que vai ganhando adeptos, sem nunca ceder à mesmice e ao mainstream editorial - estou mais interessado naqueles "talvez uns dois em mil" leitores de que nos … Continue lendo Meus posts mais lidos em 2016