Vermelho, poemas


Ver-me
lho, de
Dairan Lima. Belo como a vida!

Literatura Goyaz

O Ver
     me
lho – de Dairan Lima

e eu.

Resultado de imagem para dairan lima

Um escambo no dia do lançamento de “Destino palavra” trouxe-me esta jóia e proporciona-me uma leitura encantatória: “Vermelho“, de Dairan Lima – que veio com a dedicatória generosa: “Ao Adalberto, com Afeto e respeito”. Feliz por receber Dairan ainda molhada da chuvinha que brindou o lançamento de meu livro, trocamos livros e olhares poéticos.
capa-vermelho_dairanlima2
Elogiável trabalho de edição conforme ficha técnica abaixo. Um viva à poetisa e à editora.
Da “Biografia com ficção”, assinada pela editora Larissa, tomamos conhecimento que “Dairan é como um surto” e que “sua (dela) trajetória é improvável”. Amiga de Yêda Schmaltz, a poetisa traz na legenda de “Vermelho” um trecho de “Alquimia dos nós, 1979”:

“Quando amo, crio mitos,
dou para o amado meus olhos,
meus vestidos mais bonitos” (Y.S.)

O fato de Yêda ter sido amiga da poetisa…

Ver o post original 604 mais palavras

2 comentários em “Vermelho, poemas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s