Da série ´Post Perdidos (3)`


Terça-feira, Agosto 3

As aflições do Poeta
Autor: Adalberto de Queiroz.

Para Marcos Caiado, com minha Amizade.*

Ah, , Que Nossa Senhora te proteja
E São José te livre de pronto
Dessa estranha mão que apedreja:
– Será de Amor, este teu pranto?

(Pela vida afora…sofres, sofremos).

E assim: perguntar carece
De que esfera esta sombra
Que agora te enlouquece?

– “É preciso estancar a dor que grita
Sinto a dor tal qual padeces.
Ouço o grito que te agita.

(Pela vida afora…sofres, sofremos).

Eis aqui uma palavra,
Sem a rima exata
Desta pobre lavra.
Sem cadência inata.

Tu choras essa ferida aberta
E em meio ao teu clamor
Só resta nesta hora certa
Receitar bálsamo do Amor.

(Mas, ai que por ele,
pela vida afora…
sofres, sofremos
).

Eis, que ouso repor a questão
Sobre a sombra crua, que seja;
– Donde, o poeta espera perdão,
Se é sombra que o apedreja?

Se escreves como o mestre
Não na areia, só Ele o fez;
Mas feito o vate a domar a lira
À sua própria maneira: outra tez.

Pelo inferno cambiante,
Recebe-te moderno Virgílio
O estro em sombra se fez.

É certo, a dor de graça chegara
Ao bardo que o Amor pressentia
Também uma vida nova sonhara
Quando este à paixão cedia.

É longa e árdua, a caminhada.
Falar da dor que pesaroso sente.
Sofres, sofremos na longa estrada

– Poesia sem dor, nos desmente!

Certo, não há conselho possível
Nesta arena desprovida de astros
Pela vida afora…sofres, sofremos
Não há conselho feito emplastro.

Nada resta à citação
E só me sobra um sinal
Evitar esta palavra fácil:
Apor vírgula, ponto final.
++++++
Goiânia, 12/07/2004. *Copyright © 2004.

Escrito por Adalberto Queiroz em 3.8.04.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s